Ad Murmuratio

ad murmuratio – do latim, rumor surdo de muitas vozes – trata-se de uma intervenção/instalação urbana construída para ser apresentada na rua, em praças ou avenidas, miradouros, jardins, inserida em espaços arquitetónicos diferenciados (onde não circulem veículos). Pode também ser apresentado dentro de teatros, edifícios emblemáticos, castelos, igrejas, museus….

 

ad murmuratio conta um poema ou um texto aos transeuntes ou ao público de um festival. Não é declamação nem recitação. É um dizer íntimo, ao ouvido. Quase como um murmúrio, são sussurradas aos ouvidos das pessoas as palavras imortalizadas dos grandes autores universais.

 

ad murmuratio recupera a tradição de falar próximo do outro, junto do outro e para o outro. E, num repente, e por acaso, ao passar numa rua, numa praça, ao entrar num edifício, numa igreja… somos desafiados por um desconhecido a sentar-nos numa cadeira para escutar e… Sentir!

 

ad murmuratio é como um ritual em vias de extinção! Em que ocasiões sussurramos ou falamos ao ouvido do outro?! Quando nos confessamos, quando queremos contar um segredo, quando fazemos juras de amor…

 

Em ad murmuratio cada apresentação é única e individualizada, pois a relação que se estabelece entre emissor e receptor é irrepetível, tornando o espectáculo pessoal, permitindo chegar ao mais íntimo de cada um.

Produção_ ASTA
Adaptação_ direção_ Rui Pires
Intérpretes_ Alexandre González, Carmo Teixeira, Gonçalo de Morais, Liliana Silva, María Díaz, Rui Pires e Sérgio Novo
Guarda-roupa_ ASTA

2015

Santa Maria da Feira, Festival Imaginarius

Ourense, Espanha

Covilhã

Armação de Pêra

 

2016

Belmonte

Festival Internacional de Teatro de Setúbal – Fazer a Festa

Festival Internacional Com Derecho al Arte, Toluca [México]

 

2017

Sintra

Festival Noc Noc, Guimarães