UM CLÁSSICO

Um Clássico atravessa gerações. Toca a todos (porque trata temas que tocam a todos) porque persiste na memória coletiva. Um Clássico representa ideias da época em que é criado. Um Clássico representa sentimentos da época em que é criado. Um Clássico mostra paixões intensas e múltiplas. Um Clássico regista a complexidade do seu tempo. Um Clássico inventa a complexidade do seu tempo. Um Clássico retrata um contexto histórico importante. Um Clássico usa (inesperadamente) uma linguagem inesperada. Um Clássico cria expressões exemplares e inusitadas. (Um Clássico usa sempre o antigo acordo ortográfico?!). Um Clássico não se enquadra em nenhum estilo (e é possível que crie um estilo novo). Um Clássico é inovador (mas não era Um Clássico?). Um Clássico repercute-se na vida das pessoas e na vida das (outras) obras. Um Clássico é-nos familiar. Um Clássico nunca pára de dizer aquilo que tem para dizer. Um Clássico é inesgotável. Um Clássico produz efeitos nas consciências. Um Clássico é uma forma de conhecimento. Um Clássico relê-se e redescobre-se. Um Clássico revela. Um Clássico dura. Um Clássico diz não à morte. É isto que nos propomos criar – Um Clássico.

Produção_ ASTA
Criação e direcção_ Vera Mantero
Assistente de direcção_ Elizabete Francisca
Interpretação_ Carmo Teixeira_ Sérgio Novo
Direção Técnica_ Pedro Fonseca/colectivo, ac
Produção e comunicação_ Rui Pires
Design Gráfico_ Sérgio Novo
Guarda Roupa_ Inês Santos
Cenografia_ Sérgio Novo
Género_ Cruzamentos Artísticos
Idioma_ Português
Classificação_ M/12
Duração_ 55m

Setembro  2018

dia 14_ Largo da Prça – Paul [Covilhã]

 

Novembro 2017

dia 18_ Cine Teatro António Lamoso – Santa Maria da Feira

 

Maio 2017

dia 12, 13 e 28_ Covilhã – contraDANÇA – Festival de Dança e Movimento Contemporâneo

 

Abril 2017

dia 15_  Cine Teatro Actor Álvaro – Vieira de Leira

 

Março de 2017

dia 10_  Cine Teatro de Elvas – FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo

 

Fevereiro de 2017

dia 11_ Estudio Arte 4, Madrid, Espanha

 

Novembro de 2016

dia 4 e 8_  Festival Internacional Com DERECHO al Arte – Toluca, México

 

Setembro de 2016

dia 11_ Oledo, Idanha-a-Nova

dia 22, 23 e 24_ Teatro Municipal da Covilhã

 

Agosto 2016

dia 7, 8 e 9_ Pirate Week Fest, Armação de Pêra

 

Julho 2016

dia 13 e 14 _ La Teatreria de Abrego, Santander, Espanha

 

Junho 2016

dia 3_ Teatro Municipal da Covilhã [apresentação para a imprensa]

dia 7_ Teatro Municipal da Covilhã [ensaio geral]

dia 8_ Teatro Municipal da Covilhã [estreia]

dia 12_ Auditório Vila do Carvalho [Covilhã]

dia 14_ Auditório EB23 do Teixoso [Covilhã]

dia 17_ Centro Cultural Milheirós de Poiares [Santa Maria da Feira]

dia 18_ Auditório Tuna Musical Mozalense [Santa Maria da Feira]

dia 25_ Casa de Teatro, Sintra