A SAGA DE PÊRO DA COVILHÃ

    Corria o ano da graça de nosso senhor Jesus Cristo de 1487 quando Pêro da Covilhã partiu para esta empreitada que mudaria o destino de Portugal e do Mundo.

    Pêro da Covilhã, nasce em 1450 na cidade da Covilhã, aqui passa a sua infância e adolescência, onde trabalha no ramo dos tecidos até aos 18 anos.

    É com D. João II no trono de Portugal, que Pêro da Covilhã se torna escudeiro da Guarda Real e recebe das mãos do monarca uma das mais importantes missões ultra secretas: averiguar por terra e recolher informações acerca do caminho marítimo para o Oriente, com vista a alcançar o país das especiarias. Pêro da Covilhã visita as cidades índias de Ormuz, Cananor e Goa. Visita Melinde, Quiloa, Moçambique e Sofala. Uma vez dobrado o fim de África, facilmente alcança a Índia.

    Pêro da Covilhã cumpre cabalmente a sua missão. Morre deixando o seu testemunho, conquistando o seu lugar de destaque na história de Portugal.

     

    Ficha técnica

    Produção: ASTA

    Encenação: Sérgio Novo

    Texto: Rui Pires

    Cenografia: João Cantador e Sérgio Novo

    Desenho de luz: João Cantador e Rui Pires

    Operação técnica: Rita Carrilho

    Maquilhagem: Liliana Silva

    Guarda-roupa: Manuela Pires e Sérgio Novo

    Música: Bandas Filarmónicas do concelho da Covilhã

    Interpretação: André Costa, Andreia Mendes, António Costa, Bruno Martins, Carolina Touceda, Carmo Teixeira, Gabriel Travasso, Graça Faustino, João Cantador, Liliana Costa, Liliana Silva, Mafalda Morão, Pedro Pires, Pedro Serra e Sérgio Novo

    Ano de estreia: 2009