Teatro em Matemática | TIM

Atualmente, as competências na matemática são abordadas como uma das questões mais importantes para a autorrealização, tanto a nível social como pessoal, e as competências numéricas são consideradas como uma das prioridades da cooperação educativa a nível da UE. É um padrão comum na comunicação em sala de aula que o ensino da matemática, é caracterizado pelo uso do livro didático e pelos professores que dominam a conversa fazendo as perguntas e avaliando os alunos. Isso transforma os alunos em ouvintes passivos e amedrontados. No entanto, existe um grande consenso de que a cooperação cria aprendizagem e que as salas de aula produtivas têm por base a participação e o pensamento por parte dos alunos.

O objetivo do “TIM – Theatre in Mathematics” é enfrentar os principais obstáculos na forma de ensino e aprendizagem da matemática a nível da UE. Ambiciona melhorar o ensino e aprendizagem da matemática, em particular, fornecendo uma nova metodologia – a Metodologia TIM – para o ensino da matemática, através de workshops de teatro e representação.

Centro de Teatro Social e Comunitário | Corep | Itália

Universidade Ocidental da Noruega de Ciências Aplicadas | Noruega

DoRS – Centro de Documentação de Promoção de Saúde da Região de Piemonte | Itália

TUC – Universidade Técnica de Creta | Grécia

ASTA – teatro e outras artes, Companhia de Teatro | Portugal

Uma Nova Metodologia

O projeto desenvolverá a Metodologia TIM, através da combinação e aprofundamento de duas abordagens existentes: “Mathemart” – Brincando com a matemática no workshop de teatro e “Process Drama” – mudança de papéis, perspetivas e aspetos do personagem no ensino da matemática.
Mathemart é uma nova abordagem que consiste em ensinar matemática através da metodologia doTeatro Social e Comunitário (SCT – Social and Community Theatre) da Universidade de Turim. Mathemart usa o SCT no envolvimento dos alunos nos jogos da matemática, através de jogos e atividades teatrais: uma abordagem geral que inclui corpo e mente, criatividade interior inata e empenho. Este cenário teatral transmite uma atmosfera confiante, criativa e divertida, permitindo que os alunos explorem livremente sem qualquer tipo de juízos de valor, o que estão a fazer, aprendendo através de tentativa e erro.
O “Process Drama”, desenvolvido pela Universidade HVL de Bergen, visa mudar o padrão de comunicação dominado pelo professor, introduzindo e explorando papéis e aspetos de personagens (o cético, o curioso, a autoridade, o mediador) com a finalidade de criar mais processos de aprendizagem ativa no aluno, enfatizando a capacidade de mudar de perspetivas e personagens, num processo de aprendizagem através de argumentos, mais do que por respostas.

A Metodologia TIM será desenvolvida tendo em conta os 4 sistemas educativos dos países parceiros, por forma a ter uma ferramenta flexível e adaptável a cada contexto nacional e regional. No manual, será descrito o seu potencial de adaptação a qualquer contexto ou nível de alfabetização, a alunos, dos 8 aos 14 anos de idade.

Outputs Do Projeto

Além do manual Metodológico TIM, o projeto produzirá outros produtos: a plataforma de e-learninguma série de conferências teatrais e artigos científicos. Na plataforma de e-learning TIM, os usuários poderão encontrar em formato digital todos os outputs do projeto, para partilha e troca a nível digital, de recursos de aprendizagem relacionados com a metodologia. As conferências teatrais irão abordar o tema “O medo da matemática” e serão realizadas e apresentadas a pelo menos 600 pessoas interessadas (professores, formadores, etc… Serão realizadas por 4 atores (um por país), preparados para difundir a conferência nos seus países de origem. Os investigadores envolvidos no projeto, trabalharão na produção de 4 artigos científicos sobre a metodologia TIM e sobre os resultados das atividades, investigações e análises realizadas durante o projeto.

O Público Alvo

O alvo principal do projeto incluirá professores e estudantes. Será desenvolvido um método TIM, específico para professores: 20 especialistas, 5 por país, serão formados para preparar professores, pelo que, pelo menos 400 professores receberão formação usando a Metodologia TIM. O projeto incidirá na formação de professores de forma a atingir, como objetivo secundário, o maior número de alunos, graças ao efeito multiplicador dos professores formados. Prevê-se que no primeiro ano, após o final do projeto, pelo menos 16.000 estudantes na Europa beneficiem da metodologia TIM. Após o projeto, o grupo de 20 formadores poderá continuar a formação de professores nos seus próprios países, com o apoio das escolas regionais/nacionais já envolvidas no projeto. Esperamos, no final do projeto, ter formação na metodologia TIM, residente, nas Universidades e Instituições dos parceiros.

Outras metas secundárias e, de longo prazo, serão as instituições, projetos existentes e associações envolvidas no ensino da matemática: das Universidades às escolas regionais/locais, dos projetos europeus e redes, aos regionais/locais.

A Platfroma E-Learning

A plataforma e-learning será o local virtual onde todos estes profissionais se poderão encontrar, trocar opiniões e materiais usando os repositórios. É o lugar onde será possível partilhar conhecimentos sobre o TIM. Isso melhorará o seu modo de ensino da matemática e fomentará a criação de uma comunidade de profissionais que usem o TIM, trocando conhecimento e disseminação da metodologia e das ferramentas pelas suas redes. Este ciclo vicioso de partilha de conhecimento profissional trará aprimoramentos tangíveis às salas de aula e, à medida que a qualidade de ensino melhorar, os alunos beneficiarão indiretamente do projeto.